Compra online
Historia
El Glaciar
HISTÓRIA DA ESTÂNCIA
Fundada em 1914 por Joseph Percival Masters, a Estância Cristina destaca-se pela sua beleza e o isolamento.

Em 1900, o senhor Masters, de origem inglês emigra à Patagônia junto à sua esposa Jessie Elisabeth Waring em busca de um futuro prospero. Nos primeiros momentos instalam-se ao sul de Río Gallegos, onde nasceram os seus dois filhos: Percival Herbert em 1902 e Elinor Cristina em 1904. Logo depois escutam falar nas terras ao oeste da planície, perto de um grande Lago chamado de Argentino. Boas terras de pastoreio sem dono aguardando por aventureiros. Após alguns anos, conseguem dinheiro para comprar cavalos e bovinos e começam a sua travessia para as terras ao oeste. Demoram vários anos na viagem, durante os quais tentam se instalar em diferentes lugares, com pouca sorte.

O Percival decide comprar um bote resgatado de um naufrágio do Estreito de Magallanes. Com ele começa a trasladar suas pertenças para um resguardado denominado Square Bay (Bahía Escuadra). A braveza do lago e os seus ventos não lhe permitiram navegar. Então recupera e reconstrói uma lancha que batizou Cesar. Com esta e uma balsa começam a se deslocar para o Braço Norte do Lago Argentino, o Braço Cristina. Foi lá onde fundou o seu lar: a Estância Cristina. Logo após alguns anos de sacrifício e privações, os Masters logram reunir 12.000 ovelhas, 30 cabeças de gado bovino e uns 50 cavalos nos 22.000 hectares da Estância, circundada por glaciares, cumes nevados e lagoas de grande beleza natural. Ao morrer Cristina e seus pais, a estância fica em mãos de Herbert, quem, ao falecer, a deixa em mãos da sua esposa Janet Mc Donald, quem não teve sucessores. A Estância Cristina SA e a Administração dos Parques Nacionais tentam manter viva a história desta família que, com esforço e perseverança, deixaram uma inesquecível marca no Lago Argentino.
Estancia Cristina
Estancia Cristina

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player